Covid 19: Reivindicar apoio às ações de enfrentamento a pandemia é atribuição do deputado Douglas Fabrício

  • por

Solicitações de vacinas e remédios vêm sendo feitas constantemente

Desde o início da pandemia do Covid 19 “Coronavírus”, ainda em março de 2020, o deputado estadual Douglas Fabrício vem desenvolvendo uma série de ações na Assembleia Legislativa do Paraná e junto ao Governo do Estado em apoio aos trabalhos realizados em hospitais e demais unidades de saúde, bem como no processo de vacinação para a imunização, que depende de demandas para toda a região. A reivindicação de vacinas através da Secretaria de Estado da Saúde vem sendo fundamental em função da grande população regional e consequentemente do número de casos nos municípios.

Já nos primeiros meses da pandemia, a Assembleia Legislativa do Paraná, aprovou a destinação de R$ 100 milhões que seria do seu orçamento para aquisição de vacinas para o enfrentamento da Covid-19. Em abril de 2020 um encontro de planejamento também foi realizado em Campo Mourão com a presença do secretário de Estado da Saúde Beto Preto. Douglas Fabrício também idealizou e conduziu a Audiência Pública “Segurança Pública e seus Temas Afetos à Luz da Pandemia do Novo Coronavírus”.

A função fiscalizadora está prevista na Constituição Federal e é uma das principais atribuições do Poder Legislativo, junto com a elaboração de leis. De acordo com Douglas Fabrício, essa fiscalização na Assembleia Legislativa é feita com diferentes instrumentos no que diz respeito aos interesses dos cidadãos.

As ações de reivindicações de vacinas na Secretaria de Estado da Saúde consistem em audiências com o Secretário de Beto Preto (saúde) e no último dia 29 de junho Douglas Fabrício e o prefeito de Campo Mourão, Tauillo Tezelli estiveram com o diretor geral da Secretaria de Estado de Saúde, Nestor Werner Júnior e com o assessor Ian Sonda, quando explanaram sobre a demanda da região e também solicitaram informações sobre o andamento do processo de vacinação em todo o estado, fazendo reivindicações.

Recentemente um grupo de empresários e lideranças de Campo Mourão, liderados por Deoclécio Marciano organizou uma reunião remota (sistema Zoom) com Douglas Fabrício para tratar sobre o processo de vacinação, solicitando o aumento dos repasses de vacinas.  

“Reivindicar vacinas junto a Secretaria de Estado da Saúde,  faz parte de nosso trabalho e estamos fazendo com muita determinação e seriedade, realizando um constante acompanhamento a fim de atender os municípios”, salienta Douglas Fabrício, argumentando que a região vinha dependendo de aumento dos repasses de doses de vacinas.

Projetos de vacinas – Incentivando a produção de vacinas, neste ano Douglas Fabrício e outros deputados estaduais assinaram requerimentos solicitando investimentos para a produção; sendo um da Frente Parlamentar do Coronavírus da Assembleia Legislativa do Paraná solicitando uma avaliação sobre a viabilidade de transferir recursos (R$ 2 milhões) à Universidade Federal do Paraná (UFPR) para o projeto de desenvolvimento da vacina contra à Covid-19 (29 de março). Outra reivindicação foi encaminhada ao Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Cesar Pontes, visando investimentos de R$ 1,2 bilhão reforçando projeto do TECPAR de construção da nova planta multivacinas (30 de março).

Apoio aos hospitais: novos leitos de UTI

Na atuação de Douglas Fabrício pelo enfrentamento ao Covid 19, também foram solicitados projetos de apoio aos hospitais da região, como pedidos de remédios específicos ao tratamento do Covid 19 e instalações e credenciamentos de leitos de UTI (Unidades de Tratamento Intensivo) em Goioerê e Campo Mourão.  O fortalecimento da rede hospitalar vem sendo extremamente fundamental aos tratamentos dos pacientes.

Ainda no ano passado os deputados estaduais aprovaram o Decreto de Estado de Calamidade Pública para grande parte dos municípios do estado, durante a crise causada pela pandemia Covid 19 “Coronavírus”. Como líder da Frente Parlamentar das Santas Casas, Douglas Fabrício apoiou o projeto de medidas emergenciais do Governo do Paraná, que proíbe o corte de fornecimento de energia elétrica de hospitais filantrópicos.

“O momento é muito difícil, pois os municípios vêm enfrentando problemas nos setores de saúde e econômicos e são comprometidos pelos trabalhos de enfrentamento da pandemia”, enfatiza Douglas Fabrício.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *